Atividades de Pesquisa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Jean Paul Walter Metzger

 

Linha de Pesquisa: "Ecologia de Paisagens Fragmentadas"

 A paisagem é uma unidade heterogênea composta por um complexo de ecossistemas interativos, cuja estrutura pode ser definida pelo tamanho, forma e disposição espacial (p.ex., grau de proximidade e de fragmentação) destes ecossistemas. A alteração da estrutura de paisagens naturais através de atividades humanas, em particular pela fragmentação de florestas tropicais, constitui uma das principais causas da perda de diversidade biológica. Os trabalhos desenvolvidos dentro desta linha de pesquisa visam: i) relacionar padrões de desmatamento de florestas amazônicas secundárias (região de Bragantina, PA) e primárias (Alta Floresta, MT) com a dinâmica e a estrutura da paisagem; ii) estudar a influência da estrutura da paisagem sobre a diversidade de espécies de árvores e de aves em fragmentos de mata mesófila e de cerrado no interior do Estado de São Paulo. Nossos estudos focalizam principalmente dois parâmetros de estrutura da paisagem: a conectividade da paisagem (definida pela proximidade dos fragmentos, pela complexidade da rede de corredores e pela permeabilidade da matriz), e a heterogeneidade da paisagem (definida pela complexidade da matriz e das áreas de borda). Apesar de pouco estudados, estes parâmetros parecem ter uma função-chave no controle de fluxos de animais, sementes e grãos de polen, e, consequentemente, na determinação da composição e diversidade de comunidades fragmentadas. Através da relação entre a dinâmica e a estrutura da paisagem com a dinâmica de populações e comunidades fragmentadas, espera-se contribuir para uma melhor compreensão, ao nível da paisagem, das conseqüências da fragmentação e, a longo prazo, espera-se propiciar bases científicas para uma melhor conservação da diversidade biológica.

 

Projetos de Pesquisa

 

- "Efeito de padrões de uso e ocupação das terras na estrutura e dinâmica de paisagens da Amazônia". Este projeto apresenta dois sub-projetos:

  - Dinâmica da paisagem , tempo de pousio e estrutura espacial da vegetação secundária numa área de agricultura de corte e queima (Igarapé-Açu, Amazônia Oriental). Este projeto encontra-se no seu terceiro ano de andamento. Resultados parciais foram apresentados em Congressos internacionais em Manaus (março de 1997), Florença (julho de 1997), Colorado (julho de 1999) e Belém (setembro de 1999). Duas publicações, a serem submetidas para revistas internacionais, estão em fase de preparação. Término previsto do projeto: setembro de 2000.

  - Padrão de desmatamento e evolução da estrutura da paisagem em Alta Floresta (MT). Este projeto está sendo desenvolvido atualmente como dissertação de mestrado pelo aluno Francisco José Barbosa de Oliveira Filho. Resultados parciais foram apresentados em julho de 1999 no Congresso Internacional de Ecologia da Paisagem (Colorado, USA). Término previsto do projeto: julho de 2000.

- “Efeito da matriz sobre a avifauna de sub-bosque de fragmentos florestais na Amazônia (AM)”. Este estudo (mestrado da aluna Marina Fonseca) está sendo desenvolvido em cooperação com o "Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais" (Convênio Inpa-Smithsonian) e visa relacionar padrões de presença/ausência de aves em fragmentos florestais com a dinâmica da matriz no entorno destes fragmentos. A parte de campo do projeto foi realizada entre junho e agosto de 1999. O término previsto é julho de 2000.

-  "Comparação da sucessão florestal sobre calcário e sobre filito no Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR, SP)". Este estudo (mestrado do aluno João Godoy) procura caracterizar e explicar as diferenças existentes na sucessão florestal da mata Atlântica sobre calcário e sobre filito. Os dados de campo sobre o calcário já foram coletados, sendo que atualmente estão sendo feitos os levantamentos sobre o filito. Término previsto: final do ano 2000.

- "Biodiversity conservation in fragmented landscapes at the Atlantic Plateau of São Paulo (Brazil)". Projeto temático aprovado pela Fapesp (processo Fapesp no 99/05123-4) que envolve, sob minha coordenação geral, uma equipe de 12 pesquisadores e mais de 20 alunos de pós-graduação ligados a 9 diferentes instituições de pesquisa do Brasil e do exterior. Este projeto pretende estudar alguns efeitos da fragmentação em uma paisagem formada por fragmentos de floresta Atlântica em estádio secundário de sucessão (23o35'S, 23o50'S; e 46o45'W, 47o15'W), além de fornecer as bases ecológicas para o manejo regional, de forma a promover a persistência do maior número de espécies na paisagem. Os objetivos principais deste projeto são verificar que arranjo espacial e quais elementos da paisagem são necessários para manter a diversidade biológica, por meio: i) da descrição da história de fragmentação e regeneração da paisagem; ii) da relação do tamanho dos fragmentos e dos tipos de matrizes com a diversidade de espécies de alguns grupos taxonômicos, incluindo árvores, primatas e aves; iii) da relação entre a estrutura da paisagem e a presença/abundância de (meta)populações florestais; iv) do estudo de processos ecológicos que determinam a manutenção das (meta)populações, especialmente aqueles relacionados com a influência da matriz circundante e da conectividade florestal. O projeto inclui nove sub-projetos que estudarão as mesmas paisagens e o mesmo conjunto de fragmentos, por meio de objetivos complementares. Serão realizadas análises em múltiplas escalas, enfocando tanto a paisagem inteira como os fragmentos, incluindo informações sobre os efeitos da matriz e dos corredores. Os estudos serão realizados nos níveis populacional e da comunidade, sendo que uma grande variedade de taxa será examinada (árvores, primatas e aves). Serão enfocadas espécies guarda-chuva e processos-chave, capazes de manter alta diversidade de espécies. Diferentes teorias sobre ecologia da paisagem serão testadas e alguns parâmetros da estrutura espacial da paisagem e de qualidade dos habitats serão aplicados em modelos metapopulacionais, principalmente o modelo de função de incidência. Término previsto para o projeto: fevereiro de 2004.

  

Financiamento à Pesquisa

          Auxílios

1993   Financiamento da Unesco para a realização do trabalho de campo do projeto: "Estrutura da paisagem, fragmentação e biodiversidade em zona tropical. O caso das matas ribeirinhas do rio Jacaré-Pepira (Estado de São Paulo)". Recurso: R$ 2.500,00.

1997   Auxílio à Pesquisa da FAPESP dentro do Programa de Apoio a Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes para a realização do projeto "Efeito de padrões de uso e ocupação das terras na estrutura e dinâmica de paisagens da Amazônia" (processo: 96/10336-9). Recurso: R$ 26.921,00 e US$ 6780,00 (com aditivos). Vigência: 01/07/1997 a 20/09/2000.

1997    Auxílio do programa de "Projetos Especiais" da Pró-Reitoria de Pesquisa (USP) referente ao projeto: "Efeito de padrões de uso e ocupação das terras na estrutura e dinâmica de paisagens da Amazônia". Recurso: R$ 2.500,00.

1998    Auxílio à Pesquisa do Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais para o trabalho de campo da aluna Marina Antongiovanni da Fonseca. Projeto: “Efeito da matriz sobre a avifauna de sub-bosque de fragmentos florestais na Amazônia (AM)”.

1999   Auxílio à Pesquisa da World Wildlife Fund for Nature (programa de treinamento "Natureza e Sociedade") para o trabalho de campo do aluno Francisco José Barbosa de Oliveira Filho. Projeto: "Padrão de desmatamento e evolução da estrutura da paisagem em Alta Floresta (MT)".

1999   Auxílio à Pesquisa da FAPESP dentro do Programa Biota para a realização do projeto "Biodiversity conservation in fragmented landscapes at the Atlantic Plateau of São Paulo (Brazil)" (processo: 99/05123-4). Recurso: R$ 548.506,00 e US$ 1200,00. Vigência: 01/03/2000 a 29/02/2004.

2001   Programa de Contratação de Técnicos de Nível Superior (PROCONTES-2001) – Pró-Reitoria de Pesquisa – USP. Recurso: Contratação de um técnico de Nível Superior.

2001    Auxílio do Programa de Recursos Complementares para Apoio a Grupos de Pesquisa. Pró-Reitoria de Pesquisa – USP. Recurso: 3.500,00 R$.

2001   Auxílio do Programa de Cooperação Brasil/Alemanha para a Mata Atlântica. Recurso: R$ 375.000,00.

2002    Auxílio do Programa de Recursos Complementares para Apoio a Grupos de Pesquisa. Pró-Reitoria de Pesquisa – USP. Recurso: 3.500,00 R$.

          Bolsas  

1992-1995   Bolsa de doutorado no exterior da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Ministério da Educação.

1995   Bolsa do programa PERT (Programa Piloto de Estímulo ao Retorno de Talentos) do CNPq para visitar o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Manaus), o Museu Paraense Emílio Goeldi (Belém) e a Universidade Estadual do Maranhão (São Luis).

1996   Bolsa de Recém-Doutor do CNPq para trabalhar com dinâmica de paisagens em áreas de agricultura de corte-e-queima no nordeste da Amazônia (zona de Bragantina). Departamento de Ecologia Geral- USP, Embrapa-Cpatu de Belém e Programa Shift de cooperação Brasil-Alemanha.

1998   Bolsa para Professor Visitante da CAPES, cedida ao Prof. Henri Décamps do "Centre d'Écologie des Systèmes Aquatiques Continentaux" (Unidade mixta de pesquisa da Universidade de Toulouse e do Centre Nacional de la Recherche Scientifique). Vigência: novembro de 1998.

1998-2004   Bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq na categoria/nível 2B para desenvolvimento do projeto "Dinâmica da paisagem , tempo de pousio e estrutura espacial da vegetação secundária numa área de agricultura de corte e queima (Igarapé-Açu, Amazônia Oriental). Vigência: 01/08/98 a 31/07/2000. Renovado de 01/08/2000 a 31/07/2002. Renovado de 01/08/2002 a 31/07/2004

  

 Produção Científica

 

 

 

Tipo de publicação

Número

 

Teses/dissertações 

2

Periódicos de seletiva política editorial - Internacional

9

Periódicos de seletiva política editorial - Nacional

4

Edição de livro

1

Capítulos de livros

 

5

Trabalhos completos em Anais

 

8

Resumos em Congressos

8